Yoga – Tempo e Disciplina.

Yoga – Tempo e Disciplina.

Queridos (as) Yoguis, quero começar este artigo com uma pergunta direta e objetiva: como anda o seu tempo?

Pratico Yoga todos os dias, e sei que não desistir é o caminho para chegar no objetivo.

Não acredito em padrões moldados, mas uma simples palavra resume tantas exigências ao mesmo tempo de uma forma saudável: disciplina. Para termos disciplina, a motivação é essencial, porém isso não vem do dia para a noite.

Então listei algumas dicas para que você pratique tanto dentro quanto fora do tapete.

1 – Liste suas atividades.

Comece o dia enumerando todas as suas atividades, assim ficará mais fácil obter um panorama geral da quantidade das atividades e do que deve ser priorizado. Estipule também prazos para a conclusão de cada tarefa e tente reduzi-los com o passar dos dias. Se quiser, utilize aplicativos que auxiliam nessa organização e cronometram o tempo das atividades. Ao longo do dia, marque o que já foi feito e no fim do expediente, faça um rascunho dos compromissos do dia seguinte. Resume-se em separar todas as tarefas por ordem de prioridade: importantes – todas as atividades relevantes, necessárias e que trazem resultados a curto, médio ou longo prazo; urgentes – atividades em cima da hora ou fora do prazo estabelecido; circunstanciais – atividades desnecessárias ou circunstanciais.

2 – Tenha disciplina e comprometimento.

Não adianta utilizar agendas, aplicativos ou qualquer tipo de organizador se você não tiver disciplina e comprometimento com seus compromissos e horários. Seguir o que foi planejado é extremamente importante para obter êxito no gerenciamento do tempo. Todas essas sugestões que servem como auxílio (agenda, aplicativos, lembretes em celulares e outros), só vão surtir efeito, se junto a eles você conseguir ser leal ao seu compromisso e se dedicar com vontade, caso contrário, todas as ideias e estratégias não servirão para nada.

3 – Não deixe as tarefas para última hora.

O costume de deixar para realizar os afazeres quando o tempo já está se esgotando é comum e muito prejudicial para o rendimento, já que possivelmente as atividades não terão tanta qualidade como quando é feita com calma.

4 – Tenha foco.

Concentre-se no que é realmente importante e evite distrações fora de hora, como telefonemas pessoais, conversas paralelas e redes sociais. Quando você se distrai, leva em média 15 minutos para concentrar-se novamente. Para não perder o foco, crie o hábito de terminar o que começou antes de iniciar outra atividade. Caso alguém ou algo venha interromper, antes de se desfocar completamente, faça uma anotação que possa te auxiliar para uma volta mais rápida. De qualquer forma, tente deixar claro que você está em um estado de atenção focado e que precisa finalizar o que havia começado, não tenha medo de parecer antipático, apenas priorize o que é importante naquele momento e mantenha o foco.

5 – Como o Yoga ajuda a ter disciplina?

Muitas vezes a falta de disciplina está associada à autodepreciação e ao entendimento de que não é possível realizar muitas obrigações, por exemplo. Aprender a viver no momento presente, tomar consciência dos limites e capacidades individuais e adquirir uma mente mais centrada são frutos que podem ser colhidos por meio da disciplina e do Yoga.

6 – Viva no agora.

Permaneça presente e concentrado na atividade que está executando, mesmo que ela requeira muito tempo. Você se beneficiará da produtividade e alcance de metas pessoais, na compreensão de que a força vem de dentro e que cada um possui pontos fortes que podem ser aplicados no cotidiano, inclusive no trabalho.

9 – Descanse e divirta-se.

O corpo e a mente passam a trabalhar de forma mais lenta quando estão cansados. Para ampliar seu rendimento e gerenciar sua rotina de modo eficaz, é essencial que tenha uma boa noite de sono e faça pequenos intervalos durante o expediente para relaxar. Uma mente descansada produz em menos tempo e com mais qualidade. Curtir a família, sair com os amigos, praticar esportes, ler um bom livro e assistir a filmes durante as horas de folga também são atitudes que contribuem para um melhor rendimento.

10 – Pratique Yoga diariamente.

Às vezes não acordamos no horário que gostaríamos, desculpas vão surgindo e a prática de Yoga vai perdendo regularidade. Esse é um sinal de alerta, pois pouco a pouco vamos minando a prática e quando nos dermos conta paramos de praticar por completo. Meses ou anos de empenho são desperdiçados e abandonamos a prática. Muito tempo pode se passar até percebermos o bem que a prática de Yoga regular nos trazia. E quanto mais o tempo passa, mais difícil retomar. Comprometimento, disciplina, dedicação, persistência e responsabilidade. Estes são os principais fatores para se obter sucesso em qualquer área da nossa vida e não é diferente na nossa prática de Yoga. Afinal a prática é apenas um espelho da nossa vida, mas temos que admitir que nem sempre ela será perfeita ou prazerosa. Ser um profissional exemplar, esforçar-se para ter uma boa forma física, manter uma boa saúde, se alimentar de forma saudável, viver em comunidade, participar ativamente da família, cumprir compromissos sociais, viver um grande amor, e buscar o auto-conhecimento.

Muitas vezes os motivos podem ir se alterando no decorrer dos anos. Mas tenhamos um motivo elevado. Isso será o suporte para nos tirar do condicionamento da mente e da preguiça.

A motivação é o alicerce. Sem ela, qualquer esforço corre o risco de ser perdido. Teremos que enfrentar o eterno recomeço, gastando energia desnecessária para sair da inércia. Quando mantemos uma prática constante de Yoga, sem pausas, a repetição condiciona a nossa mente a um bom hábito que torna a rotina mais suave e duradoura.

Para finalizar quero dizer que não nascemos perfeitos. Errar, se desmotivar, perder o rumo são comuns a todos. Assim, persistimos. Reiniciamos. Continuamos. E, eventualmente, quando encontrarmos o caminho, despertamos.

Namastê!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *